Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 10, 2010

Meu tear...

Imagem
Aqui no Brasil, entende-se por Artesão todo indivíduo que, por criatividade, habilidade própria ou adquirida, exerce uma atividade predominantemente manual, sem elementos repetidores industriais, transformando determinada matéria–prima na produção de bens artísticos ou de consumo e realiza todas as etapas do processo produtivo.
Quanto ao Artesanato há múltiplas visões, evidenciadas nas inúmeras definições existentes para o termo, entre elas, esta:
Artesanato é a atividade predominantemente manual de produção de bens, exercida em ambiente doméstico ou em pequenas oficinas, postos de trabalho ou centros associativos, no qual se admite a utilização de máquinas ou ferramentas, desde que não dispensem a criatividade ou a habilidade individual e de que o agente produtor participe, diretamente, de todas ou quase todas as etapas da elaboração do produto.

Sobre teares...

Imagem
Os teares manuais, representam uma técnica milenar.
A tecelagem manual é uma das artes mais antigas.
Supõe-se que começou a se desenvolver por volta de 5000 a.C.. Em todas as culturas são encontrados vestígios dessa atividade, marcando a própria história do respectivo povo.
Documentos que remontam a arqueologia evidenciam o aparecimento de objetos de trabalho da atividade de fiação (fusos, rocas, cardas, urdideiras) e da atividade de tecer teares rudimentares e por projeção, o aparecimento dos tecidos, sendo estes o testemunho da técnica milenar da tecelagem artesanal.

No Brasil, o tear inicialmente utilizado era de origem indígena. A fiação era feita com roca ou roda de fiar. A operação de tingimento empregava tintas produzidas a partir da flora local, como o pau-brasil, a aroeira e outras. Obtinha-se a tinta com o cozimento de cascas, raízes ou folhas, conforme o caso.

Nos séc. XVI e XVII, aconteceram profundas mudanças na estrutura da sociedade inglesa, com a transformação da propriedad…