MUDANÇAS...


...Vivemos um período de mudanças radicais para a humanidade e para o planeta.
Na verdade, o paradigma em que nossa civilização mergulhou parece estar falido. Desde a Revolução Francesa vimos sendo orquestrados pela batuta de uma classe que chegou ao auge da dominação econômica e detém 95% dos principais ramos da economia e da sciedade atuais: o bancário, o do petróleo,o armamentista, o da mídia/comunicação/tecnologia, o químico/farmacêutico e o religioso. São muito poucos os os indivíduos que dominam os 6,5 bilhões de seres humanos carentes e ignorantes da sua existência e atuação sem escrúpulos e sem ética. O estágio de incivilidade e de insustentabilidade que atingimos só tem sentido sob a ótica deles, do consumo, do poder ou do abuso do poder desses setores e classes dominantes. Atingimos o máximo que o racionalismo pôde chegar, fomentado pela ganância e pela sede de poder dos que estão por cima. A civilização contemporânea está de luto pela morte dos sentimentos, pela perda de sentido e pela ausência de significado que atingiu. Os aspectos que estão por vir, derrubam velhas e rígidas estruturas, porém são tremendamente criativos e nos estimulam à reconstrução de uma nova sociedade, de uma nova estrutura, que partirá do físico, do básico, do concreto, do alicerce.

É preciso se envolver, se integrar, se responsabilizar pelo destino individual. Se cada um de nós fizer a sua parte direito, sendo criativo, generoso e corajoso, reconstruiremos o coletivo em bases mais genuínas e conectadas com a vida...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sabe o que é SAPUCAIA?