DIETA DO SORRISO!


Laranja, acerola e agrião: são fontes de vitamina C. Devem ser consumidos crus, pois o cozimento e a exposição à luz oxidam a vitamina, fazendo-a perder as propriedades.

Carne: fonte de proteínas e do aminoácido triptofano. Imaginando que a serotonina é um muro, o triptofano é um dos tijolos presentes nele. A proteína possui também a tirosina, outro aminoácido, que tem relação com a adrenalina (neurotransmissor que afeta o humor). Mas prefira as carnes magras, de fácil digestão.

Óleo de girassol: fonte de ácidos graxos ômega-6

Atum, lentilha, pimenta: fonte das vitaminas do complexo B, usadas na síntese dos neurotransmissores e atuantes na transformação de glicose em energia

Arroz integral: carboidrato complexo. Prefira os carboidratos complexos, que contêm cromo.

Sementes de abóbora: ricas em magnésio e potássio, minerais que afastam a fadiga e trazem o bom humor.

Castanha do Pará: rica em selenio, que está relacionado à regulação do humor.

Sabor de equilíbrio
Alguns alimentos, ajudam a alcançar a estabilidade emocional. É o caso daqueles ricos em ômega-3, ácido graxo que equilibra as quantidades de dopamina e serotonina no cérebro (duas substâncias responsáveis pela sensação de felicidade). Peixes gordos de água fria, como o salmão e o arenque, são fonte de ômega-3 e devem ser incluídos na sua dieta (eles participam das refeições de pacientes que tratam a depressão, por exemplo).

Quem se alimenta mal tende a ser mal humorado, pois o organismo libera mais cortisol, hormônio que ajuda a aumentar as taxas de açúcar do sangue e que, em alta quantidade, causa mau humor. "Por isso os carboidratos são muito importantes: o combustível do cérebro é a glicose, que é o produto da digestão dos carboidratos. Portanto, os carboidratos geram energia e são responsáveis pelo bom funcionamento do cérebro", explica a nutricionista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sabe o que é SAPUCAIA?

RAMI